sábado, 12 de julho de 2008

Síndrome de Down

Quarta-feira, voltando do hospital com a minha mãe, encontrei uma senhora no elevador. Conversa vai, conversa vem, e a senhora me pergutou quanto tempo fiquei internada. Disse que fiquei só 2 dias, em observação, então ela soltou: "Minha neta está aí a 38 dias". Pronto, eu fiquei meio inquieta. Ela contou que a neta dela sofria de Síndrome de Down e tinha tido uma complicação não sei do quê. Depois disso eu não me lembro de mais nada do que ela contou. Me sentia suja ao lado daquela senhorinha, me sentia podre. Eu não passei nem 48 horas dentro daquele quarto e toda minha família já tinha se mobilizado e preocupado. Mas e a família daquela mulher? 38 dias, 912 horas, 54720 minutos dentro de um quarto, sem sair, dependendo de uma bomba de inalação e soro. Nem todos tem a saúde que merecem, mas sem aquela senhora aquela neta não teria o pudim de leite condensado que tanto gosta e nenhum dos mimos que toda avó faz. Todos recebemos os desafios que conseguimos vencer. E aquela senhora de, no mínimo, 60 anos, tinha um desafio maior do que eu conseguiria superar.

2 comentários:

  1. Own, que linda minha bebê toda filosófica. Te amo h-h (L)

    ResponderExcluir

Critique, elogie, argumente. Mas seja criativo, hen.