domingo, 6 de setembro de 2009

Não se apaixone por mim

Deixe-me lhe pedir um favor, menino: não se apaixone por mim. Não, nunca. Eu não sou o tipo de garota que todas as sogras pediram a Deus. Eu não sei cozinhar, lavar, passar, engomar. Não se apaixone por mim, menino. Eu nunca fui a primeira da turma em nada, nunca fui a mais bonita ou mais engraçada. Eu não sou para você, menino. Eu sou menos. Não vou passar noites em claro tomando café e imaginando nossa vida juntos, eu nem sequer gosto de café. Então você me lê e acha que tudo que eu escrevo é o que você deseja para si. Mas não sou eu, Mayara, que escrevo isso. Eu nem me lembro da história destes textos. Não vou escrever poemas sobre ti, eu odeio meus poemas, se quer mesmo saber. Então, menino, não se apaixone por mim. Eu sou comum. Eu choro quando estou de TPM, choro quando brigo com alguém, choro quando sinto dor. E, não, não a dor emocional, choro pela dor física principalmente. Outra coisa que você jamais vai querer: alguém que sinta as dores que eu sinto. Eu não sou saudável, menino. E eu sei que tenho culpa por isso. Tomo refrigerante demais, como doces e salgadinhos demais. Pulo refeições demis. Você não pode se apaixonar por mim. Não o faça, pelo seu próprio bem. Eu não gosto de me arrumar, eu sou obcecada pelo meu cabelo. Eu sou fútil. E não tente conversar comigo sobre filosofia ou qualquer outro assunto sério, eu não saberei responder. Não se apaixone por mim, menino, eu sou só diversão. Sou fraca com bebidas alcoolicas, já fui viciada em nicotina e falo mal do alheio. Eu não meço forças para conseguir o que quero. Não se apaixone por mim, menino, você vai se dar mal. Não sou ambiciosa, não planejo o futuro distante. Não pratico esportes e estou prestes a perder um rim. Adoro futebol, adoro ovomaltine. Sou péssima com novas técnologias e adoro costurar. Sou parecida com a sua avó, se for pensar bem. Não sei interpretar poemas de vanguarda e me atrapalho para entender as leis da física. Eu não sou boa aluna. Não se apaixone por mim, menino. Sou preguiçosa demais, faço piadas de mal gosto demais. E eu nem sei dançar. Eu não valho a pena menino. Meu sonho é fazer um moicano e furar alguns piercings inusitados. E não estou brincando. Não pense que eu sou diferente das garotas com as quais já saiu. Eu não sou excepcional, eu sou comum. Então, se me deixar lhe pedir um favor, apenas quero que não se apaixone por mim, menino. Você não precisa se decepcionar.

18 comentários:

  1. LOL,deixe o menino se apaixonar e descobrir que vc é mt mais do que aparenta ser!!

    ;*

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!! Que texto legaal \o
    Muito interessante.
    Bjs :*

    ResponderExcluir
  3. Às vezes você é muito mais e muito melhor do que escreveu aqui.Deixa ele se apaixonar,acho que ele não vai se arrepender.E como foi a festa dos anos 70?Beeijo

    ResponderExcluir
  4. May, a menina-perigón!
    Achei que só eu ia perder meu rim com 16 anos, hm.

    Amei!
    ;*

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Ar, eu não encontrei um adjetivo que difinisse o seu texto. Mas se o tivesse achado seria um bom.

    ResponderExcluir
  7. Amei! Eu vivo pedindo pros meninos não se apaixonarem. Não presto tambem.

    ResponderExcluir
  8. é um texto sincero, acho que falar de seus defeitos e coisas ruins é algo muito maior e mais forte que falar apenas o lado bom..amei o texto! de verdade

    beijos

    ResponderExcluir
  9. amei o texto. Por m ais terrivel que isso pareça, falar de defeitos é mais fácil que de qualidades. ;)

    ResponderExcluir
  10. Ah amei.
    É fictício ou é meio que uma adaptação da realidade?


    Beeijos & boa semana;

    ResponderExcluir
  11. Que texto, hein?Se esse menino gostar de meninas determinadas e que não tem papas na língua, mesmo que você não queira, ele vai se apaixonar por você.

    Queria saber como faço pra te seguir, porque não tô achando o lugar =/

    Beijujubas

    ResponderExcluir
  12. Ai muito lindo,tipo muito sincero...*-* Amei

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Com este texto você deixa a alma despida, tudo aquilo que você é está ali, e é exatamente quando ficamos com a alma de fora que o verdadeiro sentimento aparece.

    ResponderExcluir
  14. O texto ficou muito bom! Apesar de você pedir para o menino não se apaixonar por diversos motivos, acho que é exatamente por esses motivos que ele se apaixonaria por você.^^
    Muito obrigada pela visita, May!
    Já postei novidades e tem um Selinho para você lá no blog. Passa lá para conferir!^^
    Até mais e espero que goste do selinho!

    ResponderExcluir
  15. o pior é q qndo a gente pede pra eles não se apaixonarem, é aí q eles se apaixonam tsc tsc tsc

    :*

    ResponderExcluir
  16. Queria que paixão fosse como energia, sabe?! Com botão de on/off

    Um beijO

    ResponderExcluir
  17. Que texto lindoooo May! :D
    Me identifiquei com um monte de coisas..

    Bjs

    ResponderExcluir

Critique, elogie, argumente. Mas seja criativo, hen.