quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Fraturas

Você me olhou nos olhos e me disse que ia embora. Não chorei. Pensei em alguns bons motivos para ficar feliz: não teria mais que suportar seu olhar de reprovação quando pensava em extravazar algum sentimento qualquer em público e nem teria que me importar em encontrar presentes perfeitos que você jamais usaria nos nossos aniversários. Tudo bem, confesso que talvez tenha doído um pouco, assim como quando caímos e quebramos o braço. O gesso incomoda um pouco no começo, mas depois começa a ficar chato, chega a vontade de tirar logo o curativo e sentir-se livre de novo, pronta para quebrar algum outro osso. Foi exatamente assim que eu me senti: com um braço quebrado. No começo, quando comecei a colocar as ataduras no meu mundo, doeu um pouco, depois passou apenas a incomodar. No final, agora, já estou farta da imobilidade e mal posso esperar a hora de ser livre novamente, de encontrar outro alguém pra me machucar e começar tudo de novo. É, sua partida foi como uma fratura pequena, um pouco dolorosa, mas dá pra aguentar.

12 comentários:

  1. nossa
    parece texto meu isso
    salvei nos meus rascunhos tudo bem?
    gostei

    hoje nao era p mim,ler algo assim
    ate mexeu comigo

    ResponderExcluir
  2. Uma visão corajosa do fim.

    Gostei.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. No´s na verdade não queremos quebrar nada ou ser quebrados, mas sim ser amados, e amar...Procure a verdade no fundo de você mesmo e irá se surpreender.

    Beijos e Abraços

    ResponderExcluir
  4. Os finais só nos machucam se nós deixarmos, o mesmo com os inícios. Nada machuca ou é assustador o suficiente se você não deixar que isso se torne doloroso ou assustador. Eu adoro mudanças, às vezes elas doem, mas compensam muito depois!
    Ótimo post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. É, às vezes não se pode sair sem se machucar. Geralmente levamos uma fratura aqui, outra ali, mas o tempo sempre ajuda na cura. Daí quebramos o gesso e estamos livres e prontas para encarar o novo.
    :*

    ResponderExcluir
  6. Adorei !!!!!
    Me encantei !!!!!
    Voltarei sempre!!!!
    Bjinhos !!!!

    ResponderExcluir
  7. Belo texto. Me lembrou Ultraje a Rigor:

    "e nem é questão de ter a cabeça dura
    é que a vida não tem graça sem nenhuma aventura
    eu meto a cara, eu faço e depois eu penso
    eu me declaro, eu troco juras de amor intenso
    às vezes brigo, às vezes fico selvagem
    às vezes choro e sempre falo bobagem
    mas eu nem ligo porque é tão gostoso
    tô indo nessa vou fazer tudo de novo!"

    Ou seja, como tu disse, podemos nos machucar, mas nada parece mais interessante, depois de um tempo, do que fazer tudo de novo.O negócio é guardar as coisas boas, aprender com as ruins e seguir em frente.

    =)

    ResponderExcluir
  8. Que bom que só foi um pouco dolorosa, mas sempre estamos prontos para mais não é,pessoa vão, vêm e voltam, é assim,e nós aqui sempre sobreviveremos ;}

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto, May. Que muito em breve essa fratura esteja sarada, e o 'osso' novo em folha para se aventurar. =)


    Beijoks

    ResponderExcluir
  10. Sempre vamos passar por momentos de fraturas. Seja com amigos, namorados e até com nossos pais. No entanto, temos que levantar a cabeça e continuar, pessoas para nos machucar sempre terão, mas precisa ser forte para querer isso novamente!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Critique, elogie, argumente. Mas seja criativo, hen.